twitter youtube facebook linkedin email
Connect with:

Mundo AEC - Blog Oficial sobre AEC da Autodesk Brasil

Gostaria de aproveitar esta oportunidade para fornecer alguns antecedentes sobre o Civil 3D 2018.1, atualização que lançamos recentemente e compartilhamos alguns pontos onde estamos investindo no curto prazo

As melhorias entregues no AutoCAD Civil 3D 2018.1 representam um equilíbrio entre melhorias nos fluxos de trabalho atuais, que impactam todos os usuários, e os novos fluxos para modelagem e otimização da reabilitação rodoviária.

Reabilitação Rodoviária

 

O driver para o novo Fluxo de Trabalho de Reabilitação foi uma mensagem clara e convincente das agencias de transporte que são encarregadas de manter as rodovias existentes usando orçamentos limitados. Tornou-se extremamente importante que eles gastem menos quilômetros e dinheiro neste caminho. Enquanto também oferece uma melhor experiência de condução. Da nossa perspectiva, a solução inclui o seguinte:

  1. Fornecer uma opção de baixo custo para obter uma superficie que reflita com precisão as condições do pavimento (incluindo buracos). A nuvem do ponto -> ferramentas de extração linear introduzidas no Autodesk InfraWorks 2018.1 fornece uma solução realmente boa.
  2. Fornecer um fluxo de trabalho proposto que aproveite os pontos fortes do Civil 3D para ajudar os engenheiros a desenvolver cenários de fresagem, nivelamento e recapeamento. Isto também inclui o fornecimento de vários relatórios e saídas que as equipes possam usar para selecionar a solução ideal e passar para empreiteiros para implementação.

Mas ao invés de me ouvir, eu acredito que vocês se beneficiariam mais ouvindo diretamente os Gerentes de Produto de duas áreas chaves que compõem nosso fluxo de trabalho.

 

 

Chakri Gavini – Gerente de Produto, Transportation

 

Chakri Gavini é o Gerente de Produto de “Transportation” Autodesk focado em rodovias e capacidade de design rodoviário para o Civil 3D e o InfraWorks. Ele assumiu a responsabilidade de reunir solicitações dos clientes e depois trabalhar com a equipe de desenvolvimento para garantir que nossa solução atinja ou exceda as expectativas.

Dave: Qual o problema central que as agencias de transportes estão tentando resolver usando estas fluxo de trabalho melhorado?

Chakri: Há concordância geral que as nossas rodovias estão com uma necessidade urgente de manutenção e o resultado é que os proprietários estão fazendo a transição dos orçamentos  dos seus projetos para manter as redes atuais. A restauração do pavimento proporciona condições de condução mais suaves e seguras, além de ajudar a reduzir a necessidade de uma reconstrução de subtração dispendiosa. O que nós temos aprendido é que os proprietários podem fornecer melhores resultados a um custo menor ao otimizar uma frasagem, nivelamento e recapeamento. Essas economias de custos podem então ser usadas para manter mais quilômetros de rodovias ou investidas em atualizações de rede.

Dave:  Você pode fazer isso usando um subconjunto de subassemblies já existentes para construir um corredor? Como isso é diferente?

Chakri: Nós percebemos rapidamente que nossa melhor solução seria aproveitar o Civil 3D pois fornece a flexibilidade de modelagem necessária e herdaríamos derivados do corredor, como modelagem de superfície, seções, sólidos, etc. Nós também percebemos que existem requisitos únicos para o pavimento, então um novo fluxo de trabalho que orienta os usuários através do processo seria necessário para a adoção em massa. O resultado é o novo Corredor de Reabilitação e Gerenciador de Reabilitação.

Dave: As ferramentas de relatório saltam como uma parte importante do fluxo de trabalho? Por que não apenas exportar para planilhas?

Chakri: Nossa pesquisa descobriu claramente que as pessoas precisam ser capazes de combinar vistas tabulares, planimétricas e seccionais ao longo do processo. Além disso, isso precisa ser um fluxo de trabalho altamente iterativo… em última análise, as pessoas precisam extrair relatórios, como planilhas, mas determinamos que essas ferramentas analíticas realmente precisavam ser bem integradas com o processo de modelagem. Em outras palavras – mudar algo no modelo e ver imediatamente  o resultado em sua análise – ou, mudar um valor numérico para mudar diretamente o modelo. Nossa solução integrada, com visualizações altamente analítica de dados, esta se tornando uma ferramenta de comunicação muito eficiente entre engenheiros rodoviários e gerentes de pavimentação – resultando em estratégias de reabilitação mais eficazes e futuras operações rodoviárias.

Dave: Como você assegurou que o que estávamos construindo atendesse aos clientes?

Chakri:  Desde o início, trabalhamos em estreita colaboração com especialistas dos municípios e empresas de engenharia e consultoria para entender como eles trabalhavam hoje e  depois validar possíveis alternativas de produtos. Agradecemos o tempo e o conhecimento compartilhados por aqueles que estiveram envolvidos ao longo do ciclo de desenvolvimento. Tivemos uma linha de tempo relativamente curta para este projeto e essa participação ativa foi fundamental para nos manter no caminho certo.

Dave: Obrigada Chakri

Chakri: Por nada, Dave.

 

Ramesh Sridharan – Gerente de Produto, Infrastructure Reality Capture

 

 

Além de modelagem e análise, o fluxo de trabalho de otimização da reabilitação é dependente de usuários que tenham uma superfície que represente as variações no pavimento existente. Ramesh Sridharan é nosso Gerente de Produto para Infrastructure Reality Capture.

Dave: Ramesh, quais foram os objetivos das breaklines  e capacidades de extração de pontos transversais no InfraWorks 2018.1 e como eles se encaixam no fluxo de trabalho da reabilitação?

Ramesh: A extração de breaklines e geração de uma superfície de precisão que reflete condições existentes são algumas das necessidades mais vitais para o projeto e modelagem de rodovias. As nuvens de pontos capturam estes em detalhes e podem ser extraídas. As capacidades de nuvem de pontos lançadas no Infraworks 2018.1 abordam essa necessidade exata da indústria com ferramentas simples e fáceis de usar para você. Esta nova ferramenta de nuvem de pontos está sintonizada para ajudá-lo a extrair rapidamente geometria linear, como striping de linha, curvas, etc. Também ajuda a extrair pontos transversais que capturam deformidades não-lineares, como solavancos, mergulhos e buracos em alto detalhe. Coincidentemente, a geração de uma superfície que reflete com precisão as irregularidades do pavimento, como o rutting e buracos é vital para o trabalho de reabilitação de estradas também. Daí a combinação de cordas lineares e pontos transversais fornece todos os detalhes precisos necessários para o fluxo de trabalho da reabilitação

Dave: Toda essa extração é feita no InfraWorks. Como isso acaba como uma superfície Civil 3D?

Ramesh: Nós adicionamos as funcionalidades para exportar arquivos 3D SHP (cadeia linear) e CSV (pontos) a partir de uma extração de resultados que você pode então importer no Civil 3D. De lá, as pessoas podem aproveitar as capacidades nativas de modelagem de superfície do Civil 3D para construir uma superfície

Dave: Excelente. Obrigado Ramesh… Coisas realmente legais.

Ramesh: Por nada. Estamos entusiasmados com o que temos atualmente e com as coisas que estamos considerando para o futuro.

Outras melhorias

Obrigado ao Chakri e ao Ramesh por compartilharem seus pensamentos nesta nova área de atuação. Nós estamos muito entusiasmados com o novo Fluxo  de Reabilitação, mas queremos ter certeza de que não ofusca as melhorias que implementamos que são de grande valor para nossa base de usuários mundial que estão trabalhando em todos os tipos de projetos. Aqui está uma lista:

 Rehab Workflow (Sim … Eu senti a necessidade de mencioná-lo novamente!)

 

 

 

 

 

 Parts Editor – novo utilitário para customizar a drenagem e pressão parte famílias / montagens

 

 

 

 

 

Section projection and crossing improvements – nós fizemos o fluxo de trabalho mais eficiente, ao mesmo tempo que lhe oferecemos novas opções, incluindo a capacidade de rotular frases cruzadas / projetadas na seção

 

 

 

 

 

Reference Templates – agora incluem uma gama mais ampla de conteúdo que faz parte dos padrões de produção de uma organização. Nós agora incluímos blocos, camadas, tipos de linha, configurações de comando e muito mais!

 

 

 

 

 

IFC Import/Export  – As ferramentas agora suportam IFC 4, IFC4x1 juntamente com alinhamentos e perfis.

 

 

 

 

 

Para obter mais detalhes técnicos sobre o que há de novo no Civil 3D2018.1, veja aqui

O que está por vir?

As principais áreas em que nos concentraremos agora serão:

1.     Foco em melhorias gerais do Civil 3D, incluindo usabilidade, desempenho, escalabilidade e fluxos de trabalho expandidos. Na medida do possível, queremos melhorar a eficiência diária dos nossos usuários atuais. Essas melhorias serão influenciadas pela Autodesk Ideas, mas também resultarão da nossa interação com os clientes em nossos programas beta / preview, avaliação direta do fluxo de trabalho do cliente e muito mais.

2.     Facilitar aos usuários do Civil 3D o compartilhamento de modelos com pessoas que usam outros produtos. Isso inclui outros produtos Autodesk (Infraworks, Revit) e outras aplicações que nossos usuários estão usando para produção, analises e outras etapas  dos seus projetos de infraestrutura.

3.     Aproveitaremos a acessibilidade e a flexibilidade da nuvem para permitir que as equipes de produção funcionem de forma mais eficiente e ampliem o acesso às partes interessadas, resultando em uma melhor coordenação e colaboração. Estamos trabalhando em estreita colaboração com outras equipes de produtos da Autodesk (por exemplo, BIM 360) para que possamos aproveitar diretamente o conjunto de ferramentas que está emergindo rapidamente e para que nossos clientes tenham uma solução consistente em diferentes segmentos da indústria.

4.     Finalmente, estamos fazendo um esforço focado em torno da expansão do nosso suporte para o desenho / modelagem de ferrovias. Temos pessoas que usam o Civil 3D globalmente em projetos de ferrovias e outros produtos da Autodesk, especificamente o Revit, são muito utilizados para o design da estação / plataforma. Nossa intenção é fornecer uma solução mais direcionada para quem trabalha em projetos ferroviários.Como sempre, agradecemos sua decisão de usar o AutoCAD Civil 3D como sua solução de engenharia civil. Temos uma ótima equipe trabalhando arduamente para garantir que você tenha um software confiável hoje, ao mesmo tempo que oferece soluções inovadoras para o que será necessário no futuro.

 

 

 

 

Por Dave Simeone, Gerente de Produto Civil 3D

Fonte: Traduzido e adaptado do artigo em inglês Civil 3D: How Far it has Come and Where It’s Going

 

Márcia Lorena Santos

Estudante de Engenharia Civil, já estagiou em grande construtora, onde acompanhou rotinas de obra, apoiou diretamente a área de custo técnico e planejamento, teve contato – e pôde aprender- com engenheiros responsáveis por grandes projetos e agora integra a equipe técnica AEC da Autodesk Brasil.

0 Comments;