twitter youtube facebook linkedin email
Connect with:

Mundo AEC - Blog Oficial sobre AEC da Autodesk Brasil

Michael Shurgalla foi apresentado pela primeira vez ao AutoCAD enquanto frequentava a faculdade. Durante sua busca pela certificação AutoCAD, ele começou a trabalhar em uma equipe de pesquisa, onde  descobriu rapidamente que adoraria uma carreira trabalhando com infraestrutura. Em 2006, Shurgalla começou a aprender AutoCAD Civil 3D e daí em diante foi se especializando no software. Ele acredita que seu conhecimento em AutoCAD Civil 3D o ajudou a permanecer no mercado de trabalho mesmo em meio a recessão. Agora, como Designer Civil Senior na Heskell, ele continua buscando por novidades e maneiras inovadoras de usar o AutoCAD Civil 3D/ Revit e Infraworks para seus projetos.

Aqui, Shurgalla compartilha como ele usa o AutoCAD Civil 3D, seus padrões recomendados e o quê outros usuários de AutoCAD devem pensar sobre seus fluxos de trabalho.

Existe algum projeto em particular que mudou sua abordagem do AutoCAD Civil 3D?

Nós tivemos um projeto que foi atípico porque era para uma Distribuidora com um monte de equipamentos externos. Havia cerca de 6-8 construções pequenas com esteiras para os equipamentos, e nós estávamos tentando descobrir como relacionar isso tudo e os desenhos arquitetônicos –especialmente para lidar com classificações difíceis e garantir que a  drenagem não afetaria as fundações.

Eu participei do Autodesk University  com o Diretor de Tecnologia da Haskell, e nós viemos através de uma aula que demonstrou como rodar as fundações para estruturas no Revit e passar as coordenadas para o  AutoCAD Civil 3D. Isso resolveu todos os problemas que estávamos encontrando

Depois de comparecer ao AU, Como você implementou esse aprendizado no projeto?

Após assistirmos a aula, nós a reescrevemos um pouco para caber melhor em nossas necessidades. Basicamente tirei uma “impressão digital” das fundações da construção, as realoquei nas coordenadas reais no AutoCAD Civil 3D, e enviei os desenhos com alguns pontos destacados para a equipe Revit. Nós poderíamos voltar e ir a diante, e vice versa, quando eles exportavam um desenho porque isto se misturou nas coordenadas quando eu as referenciei. Por exemplo, eu poderia apenas anexar um desenho de elétrica e ele cairia no local correto.

Você ainda usa este processo para outros projetos?

Nós fazemos isso em todos os nossos projetos agora, e isso provou ser muito útil. Nossa empresa faz muitas expansões de plantas. Você terá uma construção pesquisada ou uma edificação no local, mas isto não é necessariamente construído por plano. Agora nós podemos obter o modelo Revit rotacionado  em pesquisas para dimensões reais nos ângulos. Isto é especialmente útil quando clientes escolhem usar construções em estruturas metálicas porque as colunas de aço são apresentadas em um padrão de grade de 90 graus. As vezes nós teremos 3 ou 4 polegadas que não foram contabilizadas anteriormente porque o modelo Revit sempre as tiraria dos planos.

Nós temos tornado isso agora uma “melhor prática” para aplicar os pontos de pesquisa e as reais coordenadas para os modelos Revit e essas  coordenadas vão e voltam do AutoCAD Civil 3D  para o Revit. As coisas mudam muito, mas nós não temos que recolocá-las no lugar cada vez que são mudadas, porque isso ocorre de maneira automatizada.

 

Quais outros padrões CAD você implementou?

Quando eu cheguei aqui, cinco anos atrás, a empresa estava na iminência de usar o AutoCAD Civil 3D, então eles tinham o revendedor trabalhando no template. Eu ajudei o revendedor finalizar o template e então, coletivamente, alguns engenheiros civis, o diretor de aplicações e eu, escrevemos alguns padrões de práticas adicionais.

Um dos que eles não estavam usando era Sheet Set Manager. Alguns desses conjuntos de desenhos eram muito grandes, e abrindo cada desenho para renomeá-los e renumerá-los gastava-se muito tempo. Antes, eles estavam fazendo tudo isso manualmente. Então nós começamos a usar Sheet Set Manager para classificar e exportar ordenadamente para manter o rastreamento de nomes e números dos desenhos.

Qual conselho você daria a outros usuários do AutoCAD?

Não tenham medo de tentar novas ferramentas e diferentes maneiras de fazer as coisas. Eu trabalho com muitas pessoas que trabalharam nesta indústria antes do AutoCAD Civil 3D (incluindo eu mesmo) e muitas delas ainda fazem coisas da maneira que fazíamos antes. Tenha em mente que algumas características mudam também. Eu sempre gosto de tentar o que há de novo no AutoCAD Civil 3D e coisas diferentes para classificar objetos. Algumas pessoas ainda estão com medo de usar a classificação de objetos, mas eu encontrei excelentes usos para ela.

Eu acho que muitos usuários perdem muito das  ferramentas de edição de linhas de recursos em relação à classificação. Você pode fornecer algumas respostas rápidas, edições e formas fáceis de alterar notas em um site. Eu tenho escutado muitas desculpas que as linhas de recursos são demoradas para editar. Mas existem muitas ferramentas na fita, se você pode usar as ferramentas de inclinação e as ferramentas de edição de pontos, você realmente pode editar as características de linha muito rapidamente e de forma eficiente. As linhas de recursos são uma das coisas que usei com mais frequência  e com grande sucesso.

Fonte: Traduzido e adaptado do artigo em inglês “Building a Career with AutoCAD Civil 3D: Michael Shurgalla Senior Civil Designer“, escrito por: Heather Miller

Márcia Lorena Santos

Estudante de Engenharia Civil, já estagiou em grande construtora, onde acompanhou rotinas de obra, apoiou diretamente a área de custo técnico e planejamento, teve contato – e pôde aprender- com engenheiros responsáveis por grandes projetos e agora integra a equipe técnica AEC da Autodesk Brasil.

0 Comments;