twitter youtube facebook linkedin email
Connect with:

Por Dentro da Autodesk Brasil

CAD image

Você certamente conhece alguma ferramenta CAD – Computer Aided Design. Mas já parou para pensar em como chegamos até aqui e o que vem pela frente?

Tudo começou em 1861, na França. O químico Alphonse Louis Poitevin descobre um processo envolvendo luz solar e uma substância encontrada na goma de mascar que permite a reprodução precisa de desenhos originais de arquitetura.

O processo cria uma cópia em negativo, em que as linhas pretas ficam brancas e o espaço em branco fica azul, criando a chamada blueprint. Assim, os projetos podem ser facilmente copiados e distribuídos, permitindo que todos trabalhem no mesmo projeto sem medo de erros de reprodução.

Em 1936, o inglês Alan Turing inventa a Máquina de Turing, que passa a ser a base do computador moderno. No final dos anos de 1940 e começo dos anos de 1950, surge o mainframe, que logo começa a ser comercializado. Em 1955, os transistores começam a substituir os tubos de vácuo, acelerando absurdamente o tempo de processamento.

Em 1961, o dr. Patrick J. Hanratty, renomado cientista da computação, ingressa nos laboratórios de pesquisa da General Motors e ajuda a desenvolver o DAC, Design Automated by Computer. Mas é Douglas T. Ross, pioneiro da ciência da computação e pai da usinagem computadorizada que cunha o termo “CAD”.

Em 1971, enquanto a Intel apresentava o microprocessador ao mundo, Hanratty introduz o software CAD, conhecido como Automated Drafting and Machinery, ou ADAM. Cerca de 90% do software de desenho comercial de hoje tem suas raízes no ADAM.

Em 1981, com o lançamento do PC IBM, a computação em desktop torna-se acessível às massas e vemos o início do boom que se seguiria. Logo a seguir, em 1982, John Walker funda a Autodesk e um ano depois, lança o AutoCAD, o primeiro programa CAD significativo para PCs, mudando para sempre o mundo dos projetos.

Na década seguinte, a evolução do software baseado em CAD é imensa. Surge a modelagem 3D, abrindo caminho para soluções inovadoras de projeto, como BIM e Prototipagem digital.

Nos anos seguintes, a Autodesk lança um conjunto maciço de recursos revolucionários, tornando o AutoCAD uma ferramenta indispensável ao setor de projeto. Aliás, em 2007 a Autodesk entrega sua cópia nº 8.000.000 do AutoCAD.

A partir de 2010, o avanço prossegue e inclui uma versão móvel do AutoCAD, que libera os projetistas para trabalharem em qualquer lugar. Depois, vem o Autodesk ReCap: tecnologia que permite que os usuários criem projetos usando dados do mundo real capturados em fotos e digitalizações a laser. Assim, o CAD evoluiu da blueprint para o desktop e, agora, para a nuvem.

Hoje, a Internet das Coisas continua fornecendo dados para a construção de cidades mais inteligentes e produtos melhores. Por fim, as ferramentas do Projeto Generativo usarão a infinita capacidade de computação em nuvem para mudar a forma como trabalhamos. Nossos computadores começarão a ter opinião própria e, até mesmo, a criar projetos para nós. Chegamos ao ponto em que o termo “Computer Aided Design” de fato significa Projeto Assistido por Computador.

As ferramentas de projeto já percorreram um longo caminho, mas, na verdade, a história do CAD está só começando.

Assista ao vídeo com a história completa clicando aqui.

 

  • Users Favorites

    • Your favorites will be here.
  • Featured Links

    Nayra Belluomini

    0 Comments