twitter youtube facebook linkedin email
Connect with:

Por Dentro da Autodesk Brasil

Blossom lança mão de tecnologia Autodesk para promover a sustentabilidade em refinaria

Priscilla Fiorin
August 2, 2021

Eliminação do uso de papel e capacitação da população do entorno foram possíveis por meio do uso do BIM.

A empresa de engenharia Blossom Consult tem sido responsável por uma mudança cultural em setores tradicionais como os de mineração, metalurgia e óleo e gás, nos quais a contratação baseada em BIM (Modelagem da Informação da Construção) ainda é pouco usual. BIM é uma metodologia que traz inúmeros benefícios à indústria de AEC (Arquitetura, Engenharia e Construção), entre eles a economia de gastos por hora da equipe envolvida no projeto, redução de erros que podem ser previstos antes da execução da obra e economia de materiais.

A Blossom resolveu dar um passo além nessas vantagens e aproveitar os recursos que podem promover projetos mais sustentáveis, seja no plano em si, como na comunidade do entorno do mesmo.

Recentemente, a empresa foi contratada para fazer toda a atualização da documentação técnica, As-Built, de uma grande planta industrial na região Norte, mais precisamente na Amazônia. Toda a documentação da planta deveria ser atualizada e a Blossom resolveu lançar mão de tecnologia disruptiva para isso.

Com a inquietude usual da Blossom em utilizar novas tecnologias que agregam valor, desde a fase de planejamento da proposta de trabalho buscou-se uma maneira adequada, eficiente e sustentável para a execução de um escopo “tradicional” e com metodologia “enraizada”. Ao se aprofundar no projeto, a Blossom foi se adaptando para atender todo o espectro de sustentabilidade presente na condução dos trabalhos e que iam de acordo com as exigências de seu cliente.

Lançando mão do Autodesk BIM Docs, a equipe implantou uma ferramenta que trouxe o impacto tecnológico esperado substituindo os papéis usados tradicionalmente para esse tipo de projeto por informações digitais cadastradas em tablets. Com a comunicação clara e direta entre o campo e o escritório que a tecnologia Autodesk permite, a produtividade das equipes foi totalmente impactada de forma positiva endereçando a sustentabilidade técnica do projeto. A eficiência do processo acabou trazendo economia de horas de trabalho.

A estimativa inicial de gasto em papel seria da ordem de 180 mil reais. Sem o uso do papel, essa verba foi economizada e o impacto de uso foi completamente zerado. Isso sem contar que o contrato vem sendo executado com uma velocidade acima da inicialmente calculada. Aqui vemos presente a sustentabilidade empresarial.

A eliminação da utilização de papel gerou, diretamente, a economia de 3,5Kg de CO2, 11,5 Kwh de energia e 5 mil litros de água. Os valores são preliminares, mas impactantes quando levamos em conta que tratava-se de um projeto inédito. Esses são alguns aspectos da sustentabilidade ambiental do projeto.

A tecnologia aplicada se enquadra diretamente nos preceitos do BIM. “BIM é a socialização da informação com todo o ecossistema do projeto”, afirma Frederico Jannotti, sócio da empresa. De acordo com ele, essa forma de integrar tecnologia para promoção de todo o espectro da sustentabilidade foi apresentada para um concorrente canadense que, de tão impressionado, nomeou a prática como “Blossom Technique” e demonstra como a engenharia brasileira promove boas práticas a nível global.

Para a condução dos trabalhos em local remoto e utilizando tecnologia disruptiva, a Blossom optou por uma estratégia desafiadora que foi a formação de mão de obra local. “Contando com o apoio de nosso RH atuante, a equipe técnica da Blossom percorreu as escolas da região atraindo jovens talentos com habilidade para absorver a tecnologia BIM da Autodesk. Mesclamos esses jovens com pessoas experientes da região e com vivência prévia em plantas industriais. A mescla das gerações configurou um time forte e mostra como a tecnologia não é excludente uma vez que ela necessita “embarcar” a experiência dos mais sêniores. Dessa forma, promovemos a sustentabilidade social trazendo oportunidades de trabalho de vanguarda no local de origem desses profissionais. Entendemos a educação como vetor de transformação”, conta Jannotti.

“O projeto do As-Built foi apenas a “porta de entrada” de nossa equipe local no mundo da tecnologia Autodesk. A partir desse projeto, nossa equipe do norte participa ativamente de todos os projetos da Blossom envolvidos com a metodologia BIM. Quando falamos em promover a sustentabilidade e estamos trabalhando na região da Amazônia, consideramos os tópicos da ONU e os de sustentabilidade corporativa para que o impacto social seja efetivo”.

Esse modelo deu tão certo que passou a ser replicado em outras regiões e clientes. A Blossom segue firme em seu curso como empresa de vanguarda no desenvolvimento de projetos em BIM intensificando a aderência aos pilares da sustentabilidade

Featured Links

Priscilla Fiorin

Priscilla Fiorin é jornalista e trabalha há 20 anos no setor de tecnologia. Há 8 na Autodesk, é responsável pelas ações de Brand Marketing da empresa.

1 Comment

View by:
Most Recent Oldest
  1. AvatarrbrancoJUZQ8

    0

    0

    Tenho muito orgulho de ser um desses jovens da região que tiveram a oportunidade de entrar na engenharia de projetos e principalmente de fazer parte da história da Blossom !!! #Paraoaltoeavante

'