twitter youtube facebook linkedin email
Connect with:

Mundo AEC - Blog Oficial sobre AEC da Autodesk Brasil

BIM mantém os planos de construção fora dos olhos da tempestade.

Atendendo às necessidades de saúde de Jacksonville, Flórida, o Centro de Câncer MD Anderson da Baptist Health (MD Anderson Batista) oferece atendimento dedicado ao câncer no norte da Flórida. O novo projeto de nove andares, com 55.000 metros quadrados, foi inaugurado em setembro de 2018. No auge do processo de construção, em setembro de 2017, a equipe de construção enfrentou um empecilho no cronograma que é difícil antecipar até no melhor planejamento de pré-construção — um furacão. Enquanto o furacão Irma se dirigia para a Flórida, a Miller Electric, empreiteira elétrica do projeto, analisou os planos BIM (Modelagem da Informação da Construção) precisos para o projeto e rapidamente os alterou para dar conta do ataque climático que se aproximava.

Imagem cortesia de Miller Electric Company.

Fechando Negócio e Entregando Excelência com BIM

O Baptist MD Anderson está localizado no centro de Jacksonville. Fica próximo a uma rodovia interestadual e ruas movimentadas, com um rio a apenas uma quadra de distância. O local ofereceu pouco espaço para organizar e armazenar materiais de construção. A Miller Electric venceu a proposta indo além de provar que sua equipe poderia fazer a instalação elétrica do prédio e apoiar a instalação de equipamentos médicos avançados. Foi necessário o passo incomum de mostrar como usaria as ferramentas BIM para modelar, fabricar e instalar as montagens elétricas.

“Muitos trabalhos complexos exigem o uso de BIM atualmente.”, diz Alan Creel, vice-presidente de serviços de pré-construção da Miller Electric. “Mas pode haver a expectativa de que o BIM seja principalmente para coordenação ou detecção de conflitos. Utilizamos um processo que vincula modelos à fabricação e ao cronograma. É como se construíssemos o projeto praticamente antes que a primeira pá caísse no chão. Demonstramos como podemos fabricar fora do local e instalar no local sem exigir uma área de armazenamento. Nossa abordagem foi perfeita para o trabalho, e a Miller Electric ganhou a proposta.”.

“Nos perguntamos como poderíamos tirar o máximo proveito do nosso fluxo de trabalho. Trata-se de criar um fluxo de trabalho que faça sentido para nós e para todos os nossos parceiros comerciais. Conseguimos atingir 100% de sucesso com nosso processo de pré-fabricação e instalação. Isso ocorre porque as informações — os dados — por trás do processo eram muito precisas.”

— Alan Creel, vice-presidente de serviços de pré-construção, Miller Electric Company

Imagem Cortesia de Miller Electric Company.

O Planejamento Sofre um Desvio pelo Tempo

À medida que o projeto avançava, a Miller Electric usou o software Revit para criar modelos de fabricação a partir dos modelos de projeto. Devido à falta de espaço de armazenamento de material no canteiro de obras, a equipe contou com o BIM 360 para a coordenação baseada na nuvem da entrega de materiais ao canteiro. A alguns quilômetros da loja Miller Electric, a equipe de fabricação construiu seções inteiras do trabalho elétrico e o carregou em caminhões para instalação imediata.

No entanto, a previsão do tempo mudou tudo. Os meteorologistas alertaram o furacão Irma, a segunda tempestade mais poderosa de 2017, formada no Atlântico, impactaria o norte da Flórida. A equipe da Miller Electric modificou rapidamente seus planos. Usou as ferramentas de planejamento Navisworks e BIM 360 para acelerar a fabricação, entrega e instalação de alguns materiais. A ideia era instalar primeiro peças-chave para a segurança do canteiro de obras. Fazendo malabarismos com o cronograma, a equipe adiou a entrega de outras partes do projeto.

“Conseguimos ajustar nossa programação e todas as muitas pendências rapidamente.”, diz Creel. “Ajustamos o sequenciamento para áreas que já modelamos para levar em conta as alterações. A colaboração na nuvem nos ajudou a nos comunicar com toda a equipe. Quando a Irma inundou grande parte do centro de Jacksonville, estávamos prontos para parar o trabalho e começar de novo sem perder um passo.”.

Imagem cortesia de Miller Electric Company.

A Fabricação Fora do Canteiro Apoia a Sustentabilidade

Os conduítes elétricos são mais flexíveis que os dutos, encanamentos e outros sistemas de construção. Tradicionalmente, isso significa que os instaladores elétricos fazem seu trabalho durante as etapas posteriores do processo. Eles devem solucionar fisicamente problemas de coordenação e possíveis conflitos. Em tais situações, o conduíte pode seguir rotas indiretas em torno de outros itens instalados em paredes e tetos. Isso leva tempo e requer bastante conduíte para contornar obstáculos, e o excesso de cortes de material leva a resíduos em aterros.

A Miller Electric usa pré-fabricação para solucionar esse problema. Primeiro, a equipe usou o BIM 360 para coordenar e eliminar conflitos com contratados e outras operações. Então, fora do canteiro de obras, a Miller Electric fabrica grandes conjuntos elétricos a partir de modelos e instalações que funcionam antes dos demais negócios — produzindo menos desperdício e embalagem.

Os modelos também orientam a instalação. A Miller Electric usa modelos para determinar pontos de instalação no software Point Layout. A empresa exporta essas informações para instrumentos de pesquisa robótica e usa lasers para marcar os locais exatos para o trabalho. A abordagem tradicional requer horas gastas em medição com trena — e resulta em discordâncias ocasionais com outros negócios sobre quais medidas estão corretas.

Controle e Confiança do Fornecedor ao Canteiro

O projeto Baptist MD Anderson é um exemplo de como a Miller Electric usou a tecnologia para evitar contratempos, economizar tempo e apoiar a sustentabilidade. A precisão da fabricação fora do canteiro de obras mostrou-se perfeita, com 100% dos módulos instalados conforme planejado.

 

Post traduzido de: https://www.autodesk.com/solutions/bim/hub/aec-excellence-2018/construction/small

Juliana Conde

Juliana Conde é estudante de Engenharia Civil na Universidade Presbiteriana Mackenzie, possui experiência na área de urbanismo, atuando na fase de pré-licitação de projetos de parceria público privada de iluminação pública, já tendo contato com softwares de geoprocessamento e agora integra a equipe técnica AEC da Autodesk Brasil. Mais sobre ela, acesse seu perfil do LinkedIn: www.linkedin.com/in/juliana-conde-perfil

0 Comments