twitter youtube facebook linkedin email
Connect with:

Mundo AEC - Blog Oficial sobre AEC da Autodesk Brasil

N√£o importa o que voc√™ est√° projetando ‚Äď um edif√≠cio, uma estrada, um lote de estacionamento ‚Äď o contexto que importa.¬†√Č absolutamente essencial que voc√™ tenha uma compreens√£o s√≥lida das condi√ß√Ķes existentes antes de come√ßar a criar o seu modelo.¬†Voc√™ precisa saber as informa√ß√Ķes topogr√°ficas do local de constru√ß√£o, onde os utilit√°rios existentes se encontram, a sua profundidade e a localiza√ß√£o das estradas de liga√ß√£o e outras infraestruturas.

Tradicionalmente, as informa√ß√Ķes dos sistemas de informa√ß√£o geogr√°fica (GIS) foram distribu√≠das atrav√©s de v√°rias fontes e bases de dados.¬†Acessar as informa√ß√Ķes requer v√°rios processos formais.¬†Voc√™ tem que fazer uma peti√ß√£o ao governo local, ag√™ncias ambientais, e outras organiza√ß√Ķes para obter os dados.¬†Em seguida, voc√™ teria que analisar, editar e traduzir os dados para o formato correto para o seu software de projeto.

O processo inteiro era demorado, conduzindo o projeto a atrasos frequentes e a exceder o orçamento.

Para enfrentar esses desafios, a colabora√ß√£o Autodesk e Esri oferece uma solu√ß√£o pr√°tica para ajudar a realizar a fus√£o entre BIM e GIS.¬†Voc√™ ganha acesso ao seu alcance das informa√ß√Ķes GIS, que podem ser importadas diretamente para o seu projeto de infraestrutura com apenas alguns cliques.¬†De repente, um processo de semanas de dura√ß√£o √© conclu√≠do em apenas alguns minutos.¬†Uma vez configurado, voc√™ pode carregar seus pr√≥prios conjuntos de dados ou selecionar a partir de milhares de feeds de dados GIS, que podem ser alimentados diretamente no seu modelo do InfraWorks, onde ele pode informar e acelerar o processo do projeto.¬†Essa integra√ß√£o atua como a ponte entre o BIM (para ferramentas de projeto de infraestrutura) e o GIS (para tecnologias de mapeamento).¬†Eles trabalham juntos para criar um fluxo mais direto, bidirecional e sem diverg√™ncia de informa√ß√Ķes ‚ÄĒ permitindo que os propriet√°rios e as empresas AEC trabalhem com modelos de condi√ß√Ķes existentes mais robustos.

Aqui estão três coisas que você precisa saber sobre como ele funciona.

1. Esri ArcGIS Online

Se voc√™ nunca usou ArcGIS Online, voc√™ ter√° uma surpresa.¬†O mapeamento baseado em nuvem e a plataforma de an√°lise de dados permite que voc√™ crie mapas personalizados usando milhares de feeds de dados do ArcGIS Living Atlas.¬†Voc√™ tamb√©m pode carregar seus pr√≥prios dados ou baixar dados de munic√≠pios e outras organiza√ß√Ķes p√ļblicas e sem fins lucrativos. Voc√™ cria uma camada caracter√≠stica ou um mapa carater√≠stico e o torna dispon√≠vel para todos os membros da equipe desta plataforma central online.¬†Os dados podem ser analisados para derivar informa√ß√Ķes de localiza√ß√£o poderosas do seu local de infraestrutura e da √°rea do entorno.¬†Quando todo mundo visualiza os mesmos dados, √© possibilitada uma tomada de decis√£o mais r√°pida, com base nesses dados.

Veja como voc√™ pode extrair dados do Living Atlas para criar v√°rias camadas que comp√Ķem um mapa:¬†

Vídeo produzido por John Sayer. Link do canal no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=ZzRiEzzNUZI

2. Enriqueça Seus Dados Diretamente no ArcGIS Online 

O mais legal sobre o ArcGIS √© que voc√™ pode manipular seus conjuntos de dados da maneira que voc√™ quiser, enriquecendo suas informa√ß√Ķes GIS antes de envi√°-las para o InfraWorks.¬†Isso permite que voc√™ analise a sele√ß√£o de lugares e o planejamento de projetos, entre outras coisas.¬†Por exemplo, voc√™ pode usar esse fluxo de trabalho para analisar dados avan√ßados do padr√£o de tr√°fego para determinar se √© melhor planejar uma rotat√≥ria ou uma interse√ß√£o de parada de quatro vias tradicional.

Aqui está um exemplo de como eu posso fazer exatamente isso para um hipotético chef celebridade procurando um local ideal para o seu próximo restaurante: 

Vídeo produzido por John Sayer. Link do canal no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=PKJz5O-y1MQ

3. Importando Informa√ß√Ķes GIS para o InfraWorks¬†

Depois de criar seu mapa de recursos, você pode importá-lo diretamente para o InfraWorks com apenas alguns cliques: 

Vídeo produzido por John Sayer. Link do canal no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=4h3Jif8CucA

Como voc√™ pode ver, o GUI (Interface gr√°fica do usu√°rio) do Autodesk Connector para o ArcGIS √© muito semelhante ao ArcGIS Online, e isso √© feito intencionalmente.¬†Quer√≠amos ter certeza de que a apar√™ncia e a percep√ß√£o foram alinhados para dar-lhe essa experi√™ncia perfeita.¬†Ter todos esses dados ao seu alcance no InfraWorks permite que voc√™ rapidamente tome decis√Ķes preliminares no projeto com os dados que voc√™ precisa.¬†Voc√™ tem as condi√ß√Ķes existentes e voc√™ pode rapidamente adicionar um edif√≠cio, um lote de estacionamento e outros componentes.¬†Voc√™ pode ent√£o lev√°-lo para o Civil 3D e para o Revit para projetar, depois levar o projeto de volta para o InfraWorks para criar uma pe√ßa de apresenta√ß√£o agrad√°vel.¬†√Č um √≥timo fluxo de trabalho que permite que voc√™ acelere o tempo que leva para obter um projeto fora do terreno com base em um conjunto completo de dados das condi√ß√Ķes existentes.

 

Por: John Sayer
Tradução: Juliana Conde
Post original: http://www.infrastructure-reimagined.com/under-the-hood-bringing-gis-data-into-infraworks-with-the-autodesk-connector-for-arcgis

Juliana Conde

Juliana Conde √© estudante de Engenharia Civil na Universidade Presbiteriana Mackenzie, possui experi√™ncia na √°rea de urbanismo, atuando na fase de pr√©-licita√ß√£o de projetos de parceria p√ļblico privada de ilumina√ß√£o p√ļblica, j√° tendo contato com softwares de geoprocessamento e agora integra a equipe t√©cnica AEC da Autodesk Brasil. Mais sobre ela, acesse seu perfil do LinkedIn: www.linkedin.com/in/juliana-conde-perfil